quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

U.XV - O Fim Das Nações

Se "Deus é amor"
"Se é bom - dizem alguns - por que castiga e destrói?"
"Se é justo - dizem outros - por que permite que o pecado continue?"
Realmente a Bíblia declara: "Deus é amor" - I São João 4:8
Apesar disto, o diabo em sua rebelião negou este traço do caráter de Deus e o acusou de injusto, argumentando que exigir fidelidade e obediência à Santa Lei era falta de amor.

Quando finalmente conseguiu que o ser humano vivesse à margem da lei, ou seja, que vivesse em pecado ( I São João 3:4 ), e pelo pecado entrasse a dor ( Isaías 24:4-6 ) e finalmente a morte ( Romanos 5:12, 19 ), conseguiu que Deus fosse acusado de injusto por não acabar com tudo isto.

Na cruz, porém, Deus exibiu inquestionavelmente Sua justiça e Sua misericórdia. Foi tão justo que não pode tolerar o pecado, pelo que castigou em Cristo, nosso substituto ( Isaías 53:6 ). Ao mesmo tempo expressou tanto amor que "deu Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna" ( São João 3:16 ).

Sim, na cruz de Cristo "encontraram-se a graça e a verdade, a justiça e a paz se beijaram" ( Salmo 85:10 ).

Satanás, porém, continua infiltrando calúnias contra o caráter de Deus. "Se é bom, por que castiga e destrói?" "Se é justo, por que permite que o pecado continue?"

A Bíblia esclarece ambos os pontos. Veja mais...

Acima versão em forma de apresentação de slides, que pode ver em tela cheia. Clique: Fullscreen .
Antes de estudar esta unidade veja a anterior e se você é novo na utilização de este espaço comece pela unidade I.
Como sempre estamos disposição dos nossos alunos. Utilize para isso o formulário a sua direita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratos pelo seu comentário.